Todos os domingos às 9h e 11h30

Como o discípulo cresce na fé? Pr. Lisânias Moura – Hebreus 11:24-28.

Como o discípulo cresce na fé? Pr. Lisânias Moura – Hebreus 11:24-28.

Nesse culto da Igreja Batista do Morumbi, tivemos uma ministração profunda através da palavra de Deus no texto de Hebreus 11:23-28. Como o discípulo cresce na fé?

Todas as decisões mais importantes das nossas vidas são fantásticas em seu fruto, mas são delicadas no processo e algumas delas muito doloridas. Como podemos ser discípulo no processo de alegria e de dores? Interessante como Deus trabalha em nossas vidas de formas diferentes, usando pessoas que muitas vezes nem lembramos, mas que se não fossem elas, não seríamos quem somos.

O pastor Lee nos conduziu a refletir sobre a história de Moisés. Primeiro, a fé que a mãe teve de deixar o bebê no rio e acreditar que Deus faria algo, e Ele fez. A filha de Faraó encontrou o bebê e a própria mãe de Moisés o amamentou e cuidou até os 11 anos de idade. Porém, depois veio uma parte difícil: ter que devolvê-lo novamente ao palácio para viver longe dela. Saber que Deus está no controle não significa que será fácil, significa que Ele está no controle. Pela fé Moisés, recém-nascido, foi escondido durante três meses por seus pais, pois estes viram que ele não era uma criança comum e não temeram o decreto do rei (Hebreus 11:23).

Moisés cresceu e estudou, teve acesso a muita riqueza por ser neto do faraó, tornou-se um importante soldado egípcio e estava na linha de sucessão do faraó para se tornar o próximo. Ele tinha fama, poder e riqueza. Ele pesou isso e o chamado de Deus, que exigia dele uma decisão. Moisés pensou e preferiu ser morto e torturado com o povo de Deus a desfrutar os prazeres do pecado durante algum tempo. A riqueza e o poder passariam, mas o que Deus tinha para a vida dele não passaria. Ele fez isso baseado na fé, ele fez pela recompensa que teria em Deus. Pela fé Moisés, já adulto, recusou ser chamado filho da filha do faraó, preferindo ser maltratado com o povo de Deus a desfrutar os prazeres do pecado durante algum tempo (Hebreus 11:24-25).

Por mais que o Egito pudesse dar-lhe fama, poder e dinheiro, não se comparava à experiência e ao que Deus o chamou para fazer. Mas o processo não foi fácil. Ele abriu mão de grandes coisas, mas entre Deus e Faraó, ele escolheu o Senhor. Moisés perdeu família, poder e dinheiro por Deus, para fazer a vontade do Senhor. Por amor de Cristo, considerou a desonra uma riqueza maior do que os tesouros do Egito, porque contemplava a sua recompensa (Hebreus 11:26).

Isso nos faz refletir que em nossas vidas chega uma hora em que precisamos tomar decisões e pensar: o que Deus quer de mim? Será que, se Deus nos pedir algo grande, abriríamos mão como Moisés fez? Para que a vontade de Deus em nossas vidas seja realizada.

Quando eu resolvo obedecer a Deus da forma como Ele quer e creio que Ele tem um resultado para mim, ganhamos a recompensa. Isso é fé. A fé não tem tanto a ver com o que eu vou ganhar, mas a fé tem a ver com o que Deus diz que vale a pena eu obedecer e fazer! Precisamos viver essa fé, pois o próprio Senhor Jesus abriu mão de sua glória e sua vida no céu, para vir à terra e morrer pelos nossos pecados, mesmo sem merecermos. Deus nos chama para vivermos essa fé.

O discípulo cresce na fé quando ele toma decisões baseadas nos valores de Deus.

Muitas vezes, em nossa vida, precisamos tomar decisões difíceis, mas geralmente temos medo de abrir mão de coisas e de agir baseados nos valores da fé. Temos medo do julgamento das pessoas. Tudo isso aconteceu com Moisés também faz parte do processo.

Moisés perdeu coisas, foi maltratado. Ele enfrentou a ira do rei e o que o manteve foi que ele viu aquele que é invisível. Fé não é só sentimento, tem a ver com pensar. Ele sabia que seria perseguido e maltratado, mas ele também sabia com convicção que Deus estaria com ele. E é assim em nossa vida também, Ele está conosco, não importa o que estivermos passando ou enfrentando. Não estamos sozinhos. A fé nos desafia a confiar que até sem ver, o Senhor está no controle. Quando tudo parece perdido, Ele está no controle. Ele sempre está no controle da situação e conosco, ter fé é saber que não temos controle sobre a maioria das decisões, mas sabemos que existe um Deus maior que tudo por trás que pode fazer tudo. Pela fé saiu do Egito, não temendo a ira do rei, e perseverou, porque via aquele que é invisível (Hebreus 11:27).

Algumas vezes Deus nos permite passar por alguns momentos de total impotência para que nossa fé cresça. Nossa fé cresce quando, no meio da nossa impotência, a gente se lembra que Deus nos dá a direção, a saída, a força que precisamos para continuar. E de repente quando você acha que tudo está perdido, você se lembra que por mais que não veja, você sabe que Deus está no controle. Precisamos decidir pelo certo sem ter medo de perder o que é errado. É melhor confiar no que Deus dá, o pouco, do que ter o muito no erro. Deus exige de nós fé, escutar e fazer o que Ele diz e quer para nós, e confiar que Ele vai cuidar de todo o resto.

Que possamos continuar aprendendo e caminhando juntos, para nos tornarmos cada vez mais discípulos que fazem a vontade de Deus, que sejamos capazes de abrir mão de coisas que não estão dentro do propósito que Deus tem para nossas vidas.

Te convidamos a assistir essa ministração completa e a participar dos nossos cultos, de forma presencial ou online, para caminharmos juntos em comunidade.

clique aqui e assista 

 

 

Este encontro é uma oportunidade única para nos unirmos em oração e reflexão sobre o papel da igreja na missão de Deus no mundo.
A principal marca da igreja não é a ausência de pecados, mas sim a maneira como ela trata os pecados e os pecadores.
Com alegria, anunciamos a chegada de novos membros aqui na IBMorumbi.

Nosso Conteúdo

Mantenha-se conectado com a sua comunidade de fé

Celebração Ibmorumbi: Sua Transformação de Casa, a Casa de Deus - Pr. Humberto Aragão
Celebração Ibmorumbi: Sua Transformação de Casa, a Casa de Deus - Pr. Humberto Aragão
Eu não vim para chama os justos, mas pecadores ao arrependimento. Lucas 5:32
Eu não vim para chama os justos, mas pecadores ao arrependimento. Lucas 5:32
Celebração Ibmorumbi: Discípulos amam a igreja porque é um lugar de cura - Pr. Clauber Carrenho
Celebração Ibmorumbi: Discípulos amam a igreja porque é um lugar de cura - Pr. Clauber Carrenho
Celebração Ibmorumbi - Pr. Gabriel Neres
Celebração Ibmorumbi - Pr. Gabriel Neres

Faça seu pedido de oração

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google Política de Privacidade e Aplicam-se os Termos de Serviço.

Receba Novidades

Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google Política de Privacidade e Aplicam-se os Termos de Serviço.